27/06/2017

[$] Fundo de Reserva: Mínimo Existencial Financeiro

"Prever para prover."

Introdução


O princípio básico da educação financeira é gastar menos do que se ganha. Aprendi com Mauro Halfeld que é importante ter um fundo de emergências ou de reserva.

Podemos conceituar Fundo de emergência como a quantia mínima necessária para o pagamento de despesas normais por tempo razoável.

Tal quantia deve estar aplicada em situações de liquidez imediata e baixíssimo risco, como:


  • Caderneta de Poupança, 
  • CDB com liquidez diária, 
  • LCI e LCA com liquidez diária, 
  • Fundos de investimento DI Renda Fixa com liquidez diária e
  • Tesouro direito, por ex.: Tesouro Selic ou LFT.

Importante: O tamanho da quantia depende de sua realidade, podendo ser, por exemplo, de 3 a 24 meses de despesas mensais.

Esse fundo pode ser conjugado com Seguros, como:


  • seguro saúde (plano de saúde), 
  • seguro de vida, 
  • seguro contra acidentes pessoais, 
  • seguro residencial e 
  • seguro de carro.



Funções do Fundo de Reserva



  • Pagar as contas normais por 3 a 24 meses;
  • Pagar por fatos imprevistos não cobertos por seguro próprio.
  • Trazer calmaria mental em momentos financeiramente conturbados;
  • Indicar a possibilidade de investir em ativos mais instáveis.

A ideia é evitar o desespero para pagar as contas em caso de desemprego ou ter um dinheiro a mais para imprevistos e não especular financeiramente para ter maiores lucros.


Exemplo: Um caso recente onde um fundo de reserva se mostraria útil é o dos servidores estaduais que tiveram seu pagamento parcelado, pois sendo obrigados a viver bem abaixo de seu padrão econômico sem aviso tiveram que recorrer a empréstimos a juros extorsivos para pagar as despesas básicas.


É melhor ser como a cigarra ou a formiga?



Minha Experiência


E como isso em ajudou na prática?

Desde que comecei a trabalhar, comecei a juntar um pouco de dinheiro e quando saí da casa dos meus pais resolvi aplicar esse conceito.

As únicas vezes em que realmente precisei até hoje foram em duas vezes que troquei de trabalho, quando pude ter a tranquilidade de poder esperar mais de um mês até receber o novo salário sem me estressar em pagar despesas mensais comuns como água, luz, etc.


Conclusão


Enfim, um fundo de reserva é a base  inicial da disciplina financeira, servindo para momentos de transição financeira (troca de trabalho ou desemprego) ou para o caso de imprevistos, para que você não faça empréstimos bancários, que tem juros exorbitantes.

Grande abraço!

________________________________________

Sites Consultados:




  • http://www.valoresreais.com/2011/01/04/o-tamanho-da-reserva-de-emergencia-varia-de-acordo-com-as-circunstancias-de-vida-de-cada-pessoa/
  • http://www.valoresreais.com/2010/04/15/como-se-proteger-de-crises-economicas-pessoais/
  • http://www.valoresreais.com/2010/04/07/a-importancia-dos-seguros-de-vida-e-de-acidentes-pessoais/
  • http://dinheirama.com/blog/2015/08/13/5-passos-criar-reserva-de-emergencia-fundo-reserva/
  • https://blog.mobills.com.br/montar-sua-reserva-de-emergencias/
  • http://www.clubedospoupadores.com/investimentos/reserva-de-emergencia.html
  • http://www.clubedospoupadores.com/investimentos/reserva-de-emergencia.html
  • https://papodehomem.com.br/faca-uma-reserva-financeira-de-emergencia/

6 comentários:

  1. Boa dica !! Direto ao ponto !!

    ResponderExcluir
  2. Há anos havia lido sobre colchão de segurança e desde que criei minha primeira reserva com esta finalidade meus imprevistos assustavam, claro, mas tendo grana pra resolver, em poucos dias eu já esquecia do problema. Lembro bem quando não possuía e surgia um imprevisto era terrível, desestruturava as finanças por meses e me deixava muito abalado.
    Atualmente estou descapitalizado, nem colchão tenho mais, é phoda, mas estou projetando iniciar um em breve.
    Vlw!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorde,

      É melhor começar logo com pouco, pois com isso a motivação aumenta.
      não espera o momento ideal para isso. ele não existe.

      abç!

      Excluir
  3. O lance é não aumentar os gastos se comprometendo com novas coisas. Fora que no fim de ano e datas especiais sempre tentam roubar a grana das pessoas.

    ResponderExcluir

Seu comentário é o nosso pagamento.