28/03/2017

[Saúde] Muay Thai: Melhor Estilo de Luta de Pé


Tempos atrás comentei sobre a prática de taekwondo. Hoje vamos fala um pouco sobre Muay Thai, essa arte marcial tailandesa que é o "esporte nacional" em seu país de origem.

Pratiquei durante um ano e gostei. O treino de Muay Thai em uma academia se assenta sobre três pilares:
  • Condicionamento físico (corrida, flexões de braço, exercícios com peso, alongamento, etc);
  • Técnicas de luta (de socos, como o boxe; e de perna, inclusive usando a canela e o joelho);
  • Luta (que pode ser real ou simulada).

As vantagens desse método são claras: 


  • Emagrecimento rápido, pois é bem cansativo, mas tem muita adrenalina! 
  • Preparo para situações de defesa pessoal sem uso de armas e de pé.

As desvantagens são o fato de exigir boa condição física (não é qualquer um que pode fazer) e de haver grande potencial de lesões. Também é necessária a compra de alguns acessórios como um par de luvas, por exemplo.

Cheguei a passar no exame de faixa para a faixa amarela, que é a primeira depois da branca, mas decidi não seguir em frente. 

Ocorre que não gosto muito de sentir dor e conforme você vai avançando dentro da modalidade tem que se acostumar com a força dos golpes pelo corpo, ainda que use proteção.

Enfim, recomendo a prática, com as ressalvas feitas acima.

Grande abraço!

24/03/2017

[Mental] A Arte Zen do Silêncio: O Alívio de Calar a Boca



Já perdi a conta das vezes em que falar alguma coisa me colocou em apuros. Isso aconteceu durante toda a minha vida, desde ficar retido na secretaria da escola primária aguardando a repreensão de um professor até discussões com parentes, namoradas, chefes etc.

Por outro lado, o silêncio nunca me trouxe decepções, até porque aprendi: "Quem cala, cala. Quem cala não consente.", sendo essa a regra na vida e no Direito. 

Claro que há exceções, como no caso em que usos e costumes revelam o contrário, mas a exceção apenas confirma a regra (quem cala, cala).

Além do silêncio, duas frases normalmente salvam-me no cotidiano: 


  • "não sei" e 
  • "não me recordo". 

Essas duas declarações são quase um silêncio em palavras, se é que você me entende. É como usar duas ou três palavras para nada dizer.

Ainda que o silêncio seja péssimo para obter os benefícios da socialização (de promoções no emprego a parceiros amorosos), ele gera vantagens:



Quando olhamos para nossos pensamentos, podemos refletir para agir ou tomar decisões melhores ou simplesmente evitar o pior. 

Falar demais traz tantos problemas que o silêncio é um direito assegurado pela Constituição Federal, sendo que nem mesmo um criminoso que responda a processo  penal calado terá seu silêncio considerado como confissão ou em prejuízo da defesa.

Enfim, apesar de não ser fácil, falar pouco é muito bom e te deixará livre de inúmeros problemas, pois quase todas as besteiras que fazemos começam na nossa cachola e continuam pela língua.

Grande abraço!





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...